Apple e (RED) arrecadaram US$270 milhões no combate à AIDS

Há 15 anos, perdura a campanha da Apple em parceria com a (RED) para combater o HIV/AIDS — e, ao todo, a empresa diz que já arrecadou quase US$270 milhões com a venda de dispositivos (PRODUCT)RED.

Mais precisamente, a Apple debutou a campanha com a edição especial do iPod nano de 2006. Desde então, parte dos lucros com a venda dos dispositivos com o selo da campanha vai diretamente para o Fundo Global no combate à AIDS e no suporte de comunidades vulneráveis afetadas.

Por falar nos dispositivos (PRODUCT)RED, além das versões vermelhas de iPhones, Apple Watches e seus respectivos acessórios, a Maçã também está disponibilizando novos mostradores (Hora Mundial, Numerais Mono, Degradê, Listras, Cor e Tipografia) da campanha para download — os quais requerem pelo menos o iOS 14.5 e o watchOS 7.4.

A Apple também anunciou que, de hoje até 6 de dezembro, doará US$1 para cada compra feita com o Apple Pay no seu site, na App Store ou em uma Apple Store nos Estados Unidos ou até atingir o teto de US$1 milhão por meio dessa iniciativa.

Ademais, plataformas como Apple Books, Apple Music, Apple Podcasts e o aplicativo Apple TV contam com uma ampla variedade de conteúdos especiais sobre o assunto.

Por fim, mas não menos importante, no que praticamente se tornou uma tradição anual, algumas Apple Stores selecionadas ao redor do mundo exibem ao longo do dia de hoje um logotipo vermelho.

Além do combate à AIDS, a campanha da Apple também continuará contemplando as comunidades mais afetadas pela pandemia do novo Coronavírus (COVID-19). Nesse sentido, até 31 de dezembro de 2022, metade dessa receita será voltada para a iniciativa de combate à COVID‑19 do Fundo Global para minimizar o impacto da COVID‑19 na luta para acabar com a AIDS.

Produtos

× São Paulo